Vinci - Loucos por vinho

Não há produtos em seu carrinho.

Você tem 0 produtos no carrinho de compras

    Detalhes do carrinho >

    vinhos, peixes e frutos do mar

    Os peixes e frutos do mar ficam ainda melhores quando acompanhados de vinhos. Combinam perfeitamente com espumantes, brancos e até mesmo com tintos.

    O desafio desta harmonização é valorizar o prato e a bebida e para isso é importante prestar atenção ao tipo do peixe ou crustáceo bem como na sua preparação, tempero ou molho utilizado.

    Moqueca de peixe 

    Para a saborosa e suculenta moqueca de peixe, uma excelente combinação são os vinhos brancos secos, pouco alcoólicos, de países mais frios como o Chile, a Nova Zelândia e o Uruguai como o produzido por Gabriel Pisano, Progreso Viognier. Há também exemplares do Velho Mundo que cairão muito bem com a moqueca como o francês cítrico e floral, Le Palombier Blanco.

    Além disso vinhos elaborados com as uvas Sauvignon Blanc, Riesling e Chenin Blanc, por exemplo, enfrentam a untuosidade dos ingredientes fortes e intensos utilizados nessa preparação como o azeite de dendê, coentro, leite de coco, pimentão, alho e cebola.

    Peixes

    Uma excelente pedida para acompanhar peixes são os vinhos rosés como o italiano Memoro Rosato de Piccini, elaborado com um blend de 4 uvas de 4 regiões diferentes da Itália, ou o Platéia Rosado, de Portugal. Os exemplares da região de Provence, na França, como Côtes de Provence de Hecht & Bannier, acompanham também muito bem os peixes e pratos temperados em preparações mais tradicionais, como os peixes fritos, assados na brasa, a famosa caldeirada e até casquinha de siri. Além disso, a casquinha de siri vai muito bem servida com um Chardonnay barricado como o Luca Chardonnay argentino elaborado por Laura Catena ou o Langhe Chardonnay italiano, de Bera.

    Peixe grelhado também ficará perfeito com vinhos brancos de uvas e procedências diferentes como o português alentejano E.T.C Branco de Monte do Álamo.

    Quando pensamos nos pratos da culinária do norte e nordeste que levam bastante peixes e temperos, um espumante, por conta do seu frescor bastante presente, é uma boa opção já que a acidez desse tipo de vinho pode valorizar essas receitas tão intensas, limpando o paladar para a próxima garfada. Experimente com o Talise Brut de Luís. H Zanini.

    Salmão

    O salmão é um peixe tanto consumido cru - principalmente na culinária japonesa, quanto assado e grelhado.

    Quando servido cru, em sashimis, fica melhor se acompanhado de um espumante Brut.

    Se for cozido, assado ou grelhado, o salmão pode ser servido com um rosé de mais corpo e estrutura como os elaborados em Portugal ou na Espanha, mas fica ótimo acompanhado de um tinto leve do Novo Mundo, como um Pinot Noir e até um Syrah. O argentino Luca Pinot Noir ou Glorieta Pinot Noir ou mesmo o nacionalTalise Pinot Noir são excelentes opções.

    Frutos do mar

    Para combinar com frutos do mar como camarões fritos, ostras e iscas de peixe empanado, uma boa combinação são os frescos e aromáticos vinhos brancos elaborados com as uvas Sauvignon Blanc e Chardonnay (sem madeira).

    Os vinhos do Chile são excelentes opções além de apresentarem uma ótima relação qualidade e preço. Mas é possível encontrar diversos vinhos como o italiano da região de Puglia, Montecore Chardonnay/Fiano.

    Mariscos ficam perfeitos com o português Dão Porta dos Cavaleiros de Caves São João ou com um Vermentino de Argiolas, como o Costamolino DOC. Já o Cune Blanco ficará ótimo acompanhando as deliciosas vieiras.

    Bacalhau

    O bacalhau pode combinar com vários vinhos, dependendo da maneira que é preparado.

    Quando for em lascas, com grão de bico e ovos, os vinhos portugueses de corpo médio, sem madeira e boa acidez do Alentejo, como Monte do Álamo, ou um Bordeaux com corpo leve e fruta menos intensa de Château Rauzan-Despagne.

    No caso do bacalhau assado com cebolas, azeitonas e ovos, como se trata de um prato mais seco, os brancos mais ácidos ficam melhor como o Viña Real Blanco Barrel Fermented de CVNE -surpreendente, elaborado com uva Viúra, fermentado em barricas de carvalho. Cheio e carnudo, mostra aromas de frutas brancas maduras em um conjunto cativante e equilibrado.

    O bacalhau preparado com batatas e queijo fica melhor quando acompanhado de um tinto de corpo médio, boa acidez e taninos macios como um Merlot do Novo Mundo, mais fresco ou um branco barricado que oferece intensidade e cremosidade para esse tipo de prato como Luca Chardonnay.

    Se o prato levar batatas e pimentão, o ideal é um branco estruturado ou um tinto de corpo leve para médio com acidez e fresco para equilibrar com o prato e seus ingredientes.

    sugestões

    Veja excelentes sugestões de vinhos esclusivos para harmonizar com as diversas varidades de peixes e frutos do mar.

    Para outras harmonizações, clique aqui.

    Seleção de Blends pontuados

    Irmãos Unidos Tinto

    Caves São João

    O polêmico Randal Grahm talhou este delicioso vinho de sobremesa com a casta Viognier nos...

    Irmãos Unidos Tinto

    Caves São João

    O polêmico Randal Grahm talhou este delicioso vinho de sobremesa com a casta Viognier nos...

    Irmãos Unidos Tinto

    Caves São João

    O polêmico Randal Grahm talhou este delicioso vinho de sobremesa com a casta Viognier nos...

    Irmãos Unidos Tinto

    Caves São João

    O polêmico Randal Grahm talhou este delicioso vinho de sobremesa com a casta Viognier nos...

    Irmãos Unidos Tinto

    Caves São João

    O polêmico Randal Grahm talhou este delicioso vinho de sobremesa com a casta Viognier nos...