Não há produtos em seu carrinho.

Vinhos e Queijos

A combinação entre o vinho e queijo é tão antiga que quase podemos dizer que os dois elementos foram feitos um para outro – ou que pelo menos fazem um match de sucesso no mundo da gastronomia.

Tanta afinidade pode ocorrer por conta dos processos produtivos de ambos, bastante semelhantes. Nos dois casos, um bom vinho e um queijo de qualidade levam consigo todas as particularidades do seu terroir (o solo e o clima em que são produzidos), além de passarem pelos processos de fermentação e maturação. Tanto no vinho quanto no queijo, o ponto de partida é o campo, o cuidado com a matéria prima e no desenvolvimento do produto.

Para fazer a combinação ideal desses ricos elementos, algumas regras básicas devem ser seguidas para que esse encontro realce seus sabores, sem “esmagá-los”. Os queijos frescos, por exemplo, se dão muito bem com vinhos igualmente leves e com acidez elevada. Já os de média maturação, como prato e meia cura, pedem vinhos tintos leves e frutados. Os de maturação longa, por sua vez, como o provolone, cheddar maturado e parmesão, caso sejam servidos como aperitivos, podem ser harmonizados com espumantes secos ou até mesmo champagne. Se fizerem parte da refeição, porém, exigem a presença dos vinhos grandiosos em seus aromas e sabores.

O delicioso Dão Porta dos Cavaleiros 2010, da renomada Caves São João, é um verdadeiro clássico português, com o estilo que remete aos grandes vinhos tintos de antigamente. Possui excelente estrutura e toque terroso, ideal para apreciar com queijos azuis, como o roquefort e o gorgonzola.

O Barbera D’asti 2014 por sua vez, é um tinto do Piemonte produzido pela vinícola Bera, conhecida por seus exemplares impecáveis e com muita tipicidade. Incrivelmente gastronômico, possui deliciosas notas de frutos negros e, assim como o Dão Porta dos Cavaleiros, casa perfeitamente com queijos azuis, além de massas, pizzas e carnes leves.

o incrível Imperial Reserva 2009 é um dos ícones da Espanha e foi criada para atender o exigente mercado inglês no final da década de 1920. Fabricado pela vinícola CVNE, considerada um tesouro do Rioja, trata-se de um vinho soberbo, amplamente admirado em todo o mundo. Produzido a partir da uva Tempranillo, este robusto exemplar pode ser perfeitamente combinado com queijos de casca dura, que apresentam menos gordura e umidade, como o parmesão, provolone e principalmente o cheddar.

Aqui na Vinci você pode encontrar esses e muitos outros incríveis exemplares para sua harmonização com queijos. Confira!