FRETE GRÁTIS PARA
TODO O BRASIL*

Não há produtos em seu carrinho.

Deliciosos Brancos

Assim como o vinho rosé, os brancos muitas vezes não recebem o mérito que merecem por se acreditar que são vinhos de iniciação, e que o aprimoramento do gosto levará à apreciação do vinho tinto, esse sim, soberano e superior a todos os outros. No entanto, um bom apreciador de vinhos sabe desfrutar de todas as suas variações – brancos, tintos, rosés, doces ou espumantes – e saberá que cada um têm um momento certo para ser degustado e até mesmo harmonizar com cada tipo de prato.

A maior parte dos vinhos brancos pode ser bebida logo após sua produção, dispensando a necessidade do envelhecimento, já que nem todos melhoram consideravelmente seus aromas e sabores com o passar do tempo. Exemplares mais simples, como o italiano Frascati, alguns chilenos e a maior parte dos vinhos nacionais, têm sua vida útil ideal por dois ou três anos após a colheita (os mais ácidos e mais alcoólicos podem durar um pouco mais).

Porém, há grandes vinhos brancos que surpreendem pelos benefícios trazidos com o envelhecimento em garrafa, especialmente os que são produzidos com as uvas Chardonnay, Riesling e Chenin Blanc. Os provenientes da região de Borgonha, por exemplo, bem como os Rieslings alemães ou alsacianos, costumam melhorar num período de até dez anos, desde que estejam em condições ideais de armazenamento.

Há ainda os vinhos intermediários, que abrangem a maioria dos exemplares produzidos e que podem ser bebidos com até cinco anos de maturação sem perder suas características de sabor e aroma.

Os vinhos brancos se dividem em alguns tipos: branco seco, em que o açúcar é totalmente convertido em álcool e não se sente a doçura da fruta; branco meio seco, onde pode ser percebido um traço de doçura que pode variar de acordo com o vinho; branco suave, geralmente produzido a partir de Rieslings e que são considerados vinhos de meditação ou de sobremesa; e os brancos doces, produzidos através de métodos bem específicos e, entre eles podemos considerar os icewines, os vinhos fortificados (com adição de destilado vínico) e os botritizados, em que são utilizadas as uvas contaminadas com o fungo Botrytis cinérea num processo chamado de “Podridão Nobre”.

Aqui na Vinci você pode encontrar os melhores exemplares de vinhos brancos disponíveis no mercado. Aproveite!