Não há produtos em seu carrinho.

Deliciosos Blends

Os chamados vinho de corte, assemblage ou blend são exemplares produzidos com diferentes cepas e podem ser elaborados apenas com duas uvas diferentes, ou então, com até 14 variedades de castas, como algumas versões dos excepcionais vinhos Châteauneuf-du-Pape.

Eles são o contrário dos vinhos varietais, também chamados de monovarietais, que são exemplares produzidos com uma única variedade de uva ou com uma porcentagem majoritária dela. Um varietal Merlot, por exemplo, é elaborado, especificamente, com a uva Merlot.

Porém, a definição das uvas utilizadas em um vinho de corte nunca é aleatória. Seu uso é cuidadosamente estudado por especialistas e as combinações prezam sempre pela harmonia. Um enólogo sério somente decide combinar diferentes variedades de uvas na produção de um único vinho para adicionar maiores qualidades ao exemplar, bem como tornar mais complexo seus aromas e sabores.

Na região de Bordeaux é possível encontrar alguns dos melhores exemplos de vinho de corte: os tradicionais vinhos bordaleses. Lá, o sucesso dos assemblages foi tanto que é difícil até mesmo encontrar vinhos varietais na região francesa. Estes vinhos bordaleses têm como base o vinho Cabernet Sauvignon, exemplar colorido, austero e com altos níveis de taninos, onde é misturado com outras uvas, principalmente com a Merlot e a Cabernet Franc.

As únicas uvas permitidas para a elaboração de um vinho tinto conhecido como Bordeaux são a Malbec, Merlot, Petit Verdot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Carmenère. Muitos produtores escolhem entre duas e três castas destas e raramente utilizam todas as uvas citadas na elaboração de um único vinho. Trata-se do famoso “corte bordalês”, copiado em diversos vinhedos ao redor do mundo.

Nos vinhos do Porto e nos Champagne, por exemplo, é possível encontrar uma mistura de uvas cultivadas em diferentes safras. Estes vinhos são chamados de “não-vintage” e, apesar desta ser uma prática utilizada com maior frequência em vinhos espumantes e fortificados, outros produtores também a utilizam.

Contudo, não é possível afirmar se os vinhos de corte são melhores que os varietais, ou, vice-versa. Existem maravilhosos vinhos assemblage e excelentes vinhos varietais espalhados ao redor do mundo, cada exemplar com suas características distintas e que merecem ser experimentados.