Não há produtos em seu carrinho.

Xinomavro

A uva tinta Xinomavro é amplamente cultivada no norte da Grécia e em menores quantidades na região da Macedônia. Os tintos elaborados a partir dessa variedade encontram-se entre alguns dos melhores vinhos que o país pode oferecer.

Com elevados níveis de taninos e acidez natural, os vinhos Xinomavro são exemplares extremamente estruturados, considerado um dos maiores vinhos tintos do Mediterrâneo e, em geral, da Europa. A palavra “Xinomavro” é a junção das palavras gregas “ácido” e “preto”, embora muitas vezes é traduzido como “azedo” e “preto”.

Estas duas palavras estão diretamente ligadas com o sabor e a estrutura dos vinhos elaborados a partir da Xinomavro, que na juventude permanecem fiéis ao seu nome. Contudo, tais exemplares possuem excelente capacidade de envelhecimento, envelhecendo muito bem durante anos e possibilitando o desenvolvimento de complexos sabores.

Essa variedade é conhecida pela coloração escura e densa dos seus bagos, que apresentam tamanhos diferentes entre os inúmeros clones da Xinomavro. Além disso, as videiras dessa casta possuem amadurecimento tardio e de natureza inconstante, uma vez que apenas bons produtores conseguem alcançar seu ápice qualitativo.

A denominação Naousa é a mais importante associada com a uva Xinomavro, onde todos os vinhos necessitam apresentar 100% da variedade na composição. Tais exemplares, ao lado dos vinhos da região de Nemea, são considerados grandes vinhos tintos da Grécia.

Entre os melhores e mais tradicionais produtores gregos encontra-se Boutari, com vinhedos próprios em quase todas as boas áreas vinícolas do país.

Seus rótulos são responsáveis por resgatar a boa imagem dos vinhos produzidos na Grécia, encontrando-se entre o nome mais conhecido internacionalmente deste país. Entre eles, os reputados vinhos Naoussa são extremamente longevos e estruturados, referenciados como alguns dos melhores vinhos gregos, elaborados com a uva Xinomavro, remetendo a portuguesa Baga e a italiana Nebbiolo.