Não há produtos em seu carrinho.

Trincadeira

A uva Trincadeira, também conhecida como Tinta Amarela, é uma variedade tinta utilizada na produção de vinhos em Portugal. Trata-se de uma casta amplamente cultivada nas regiões do Douro, Alentejo e Dão.

Na vinha, a Trincadeira é difícil de ser cultivada e necessita de cuidados especiais. As uvas são altamente suscetíveis a podridão, se adaptando melhor em climas amenos e suaves, especialmente, durante o período de crescimento das uvas.

As bagas atingem sua maturação ideal em um período de tempo curto, e, quando a colheita acontece muito cedo, dá origem a uvas com sabores bem leves, enquanto quando colhidas em um período a mais do que o necessário, proporciona frutos com falta de acidez. Por ser uma variedade de difícil cultivo, o plantio da Trincadeira está decaindo em Portugal, sendo substituída por castas internacionais.

Apesar dos desafios que apresenta na vinha, a uva Trincadeira é altamente vigorosa e, nas condições certas, oferece bons rendimentos e uvas com excelente profundidade de cor, bem como sabores e aromas bem concentrados.

Quando jovens, os vinhos elaborados a partir da uva Trincadeira apresentam aromas herbáceos que, muitas vezes, são complementados por notas mais escuras e semelhantes ao chá preto. Quando adquirem mais idade, os sabores tornam-se mais complexos e, em alguns exemplares o envelhecimento proporciona uma boa melhora nos taninos.

No sul de Portugal, principalmente em torno de Lisboa, a uva Tinta Amarela é conhecida como Espadeiro - não deve ser confundida com a cepa Espadeiro cultivada na região do Minho e do outro lado da fronteira espanhola, na Galícia.