Não há produtos em seu carrinho.

Touriga Nacional

A Touriga Nacional é uma uva de pele escura responsável por dar origem a alguns dos melhores vinhos tintos portugueses. Essa variedade é amplamente cultivada em regiões do norte de Portugal, especialmente, no Dão e Douro, tornando-se um ingrediente chave na elaboração de vinhos tintos secos e nos fortificados vinhos do Porto.

A uva Touriga Nacional é uma “resposta” de Portugal à casta francesa Cabernet Sauvignon – ambas as variedades apresentam sabores de frutas pretas e, muitas vezes, notas de especiarias e florais. Assim como a Cabernet Sauvignon, a Touriga Nacional possui firmes taninos e demonstra boa expressividade em vinhos varietais, bem como excelente capacidade de envelhecimento.

Na região do Douro, a Touriga Nacional é extremamente importante na elaboração dos tradicionais vinhos do Porto, embora apenas uma pequena quantidade da variedade seja cultivada na área. No Douro, a uva Touriga Nacional é cultivada ao lado das cepas Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinto Cão.

Antes da praga filoxera assolar os vinhedos da Península Ibérica, a Touriga Nacional era amplamente cultivada, alguns estudiosos dizem que a variedade ocupava, cerca de, 90% dos vinhedos do Dão, no entanto, devido aos seus baixos rendimentos foi substituída por castas mais produtivas.

Em regiões vinícolas da Austrália, a uva Touriga Nacional é conhecida apenas como Touriga, contudo, na Califórnia essa nomenclatura faz referência apenas aos descendentes da variedade, como a cepa Touriga Franca. Os australianos produzem o tradicional vinho do Porto antes mesmo dos grandes Shiraz receberem elevado prestígio perante especialistas, críticos e amantes do vinho, como um bom exemplar de mesa.

Os famosos vinhos do Porto podem ser produzidos com diversas uvas, no entanto, considera-se que as melhores castas sejam a Touriga Nacional, Tinta Barroca, Tinta Cão, Touriga Francesa e Tinta Roriz. A uva Touriga Nacional é considera a melhor e mais nobre para a produção desse famoso rótulo como vinho de mesa, isto é, vinhos normais não fortificados como o vinho do Porto.