Não há produtos em seu carrinho.

Petit Verdot

A uva Petit Verdot é uma variedade tinta cujos bagos são pequenos e de pele fina, responsável por dar origem a vinhos com coloração profunda e densa. Tradicionalmente, a Petit Verdot participa de blends em Bordeaux, no entanto, varietais estão sendo produzidos atualmente em regiões do sul da Europa, na Austrália e nas Américas.

O nome Petit Verdot faz referência às características da variedade, isto é, o “Petit” é sinônimo de "pequenos bagos" da variedade. Já o nome “Verdot” pode ser traduzido como “verde”, ou seja, faz referência a propensão da casta à sub-maturação – em estações frias, as vinhas da Petit Verdot produzem cachos salpicados com a coloração verde.

A Petit Verdot possui pele grossa que tende a apresentar coloração escura e densa, bem como altos taninos graças aos pequenos bagos da variedade. O início da década de 1960 um novo capítulo começou a ser escrito na história da Petit Verdot. Na região de Bordeaux, terra natal da variedade, muitas das suas vinhas foram substituídas por uvas mais confiáveis, isto é, castas que estavam na moda na época. No Estados Unidos, principalmente, as preferências foram mudadas em favor dos vinhos Merlot e Cabernet Sauvignon.

As vinhas da Petit Verdot possuem brotos relativamente fracos, o que requer maior atenção e cuidado com a variedade. Além disso, a casta apresenta brotação precoce e amadurecimento tardio, no entanto, a espessura da pele e os pequenos bagos a tornam resistente contra doenças encontradas comumente em vinhedos, tornando-a extremamente popular em Bordeaux.

Durante algum tempo, acreditou-se que a variedade seria esquecida, contudo, na década 1980 ocorreu o renascimento da Petit Verdot, em especial, nas regiões vinícolas do Novo Mundo, como na Califórnia e Austrália.

Já no início do século XXI a uva Petit Verdot passou a ser utilizada nos Estados Unidos, Portugal, Chile, Argentina, Espanha e Itália. As regiões vinícolas onde a variedade desfruta de maior êxito possuem climas quentes e secos.