Não há produtos em seu carrinho.

Malvasia Nera di Brindisi

As muitas variedades da Malvasia boa parte das vezes têm em comum apenas o nome, que deriva de uma variação de Monembasia, fortaleza bizantina empoleirada nas rochas do sul do Peloponeso, onde foram produzidos os vinhos doces exportados por toda a Europa pelos venezianos com o nome de Monemvasia. O vinho feito a partir desta variedade tornou-se extremamente popular, tanto que Veneza estava cheia de tabernas chamadas Malvase.

A uva Malvasia Nera de Brindisi é cultivada, especialmente, na região da Puglia, área vinícola efervecente no sul da Itália, nas províncias de Lecce, Taranto e Brindisi. Como o próprio nome sugere, a variedade possui componentes aromáticos leves, não muito acentuados, mas o suficiente para ser catalogado entre os Malvasia aromáticos.

As uvas dessa variedade têm tamanho médio, frutos esferóides com uma pele grossa e cheia de nuances de preto-roxo. Possui polpa carnuda e sabor médio. A maturação nas vinhas geralmente ocorre em meados de setembro e suas folhas são grandes, pentagonais, com cinco lobos com bordas grossas.

Os vinhos tintos elaborados a partir dela geralmente apresentam coloração rubi intensa e marcante, com reflexos na cor púrpura. No nariz,  fortes perfumes e aromas de frutas que vão de framboesa a romã.

Com boa estrutura, os vinhos elaborados a partir da Malvasia Nera de Brindisi são bastante saborosos e contam com teor alcoólico importante, além de grande acidez. Quando combinada com a variedade Negroamaro (uma união comum na região de Puglia), origina vinhos de corte bastante fortes e encorpados, que podem ser perfeitamente harmonizados com carnes de javali, cordeiro ou quaisquer outras com sabor marcante, até mesmo com espaguete com almôndegas. Versátil, essa variedade também pode ser utilizada na produção de excelentes vinhos rosés.

Nenhum resultado encontrado.