Não há produtos em seu carrinho.

Corvina

A uva tinta Corvina é uma variedade italiana famosa por participar da composição dos tradicionais vinhos Valpolicella, ao lado da casta Rondinella. Uma de suas principais características é o sabor de cereja, bem como sua falta de cor e taninos.

Essa variedade é amplamente cultivada nas áreas do nordeste da Itália, em especial, em denonimanções DOC, DOCG e IGT. Em Valpolicella, onde são produzidos os vinhos Amarone e Bardolino, a uva Corvina compõe a maior parte das plantações da região, onde os vinhos varietais elaborados a partir da casta devem ser rotulados sob o título regional IGT.

As vinhas da Corvina apresentam amadurecimento tardio, podendo ser um problema para diversos produtores. No entanto, as peles grossas da variedade possibilitam que as uvas sejam expostas para secagem.

Geralmente, após a colheita, as uvas são espalhadas em uma esteira produzida com palha a fim de que desenvolvam melhor seus açúcares naturais e fenóis. A secagem também auxilia na concentração de seus sabores. Este é o método utilizado na elaboração dos vinhos Amarone e Recioto della Valpolicella.

A casta Corvina passou por altos e baixos no decorrer do século passado, quando suas vinhas com elevados rendimentos contribuíram para a má reputação da variedade durante a década de 80. No entanto, graças ao esforço de alguns produtores, os vinhos Corvina estão passando por envelhecimento em barris de carvalho, dando origem a exemplares da mais alta qualidade.

Além de ser importante no seu país de origem, a Itália, a Corvina está sendo plantada também em outras regiões vinícolas, como Argentina e Austrália.