Não há produtos em seu carrinho.

Bordeaux

Também conhecida como a terra dos grandes Châteaux, esta é a região vinícola mais celebrada do mundo. Seus vinhos elegantes, encorpados, longevos e classudos são conhecidos no mundo todo há séculos. Bordeaux realmente nos brindou sempre com ótimos vinhos, já que os melhores são extraordinários e os mais acessíveis são muito justos em sua relação entre qualidade e preço.

Como em outras regiões da Europa, acredita-se que as primeiras vinhas de Bordeaux também chegaram junto com os soldados romanos, há mais de 2.000 anos e que foram desenvolvendo conforme o clima e condições de cultivo locais, até se tornar a região produtora de vinhos mais famosa do mundo.

As variedades de uva mais importantes cultivadas na região são as castas tintas Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot. Já as brancas são Muscadelle, Sémillon e Sauvignon Blanc. Tanto os vinhos brancos como os tintos são elaborados com duas ou mais variedades de uvas, resultando sempre em sabores mais complexos.

Com clima equilibrado, Bordeaux é livre de geadas ou verões muito intensos. Suas inúmeras microrregiões imprimem diferenças marcantes na mineralidade do solo, garantindo terroirs bastante distintos e peculiares. Para se distinguir e reconhecer as qualidades de cada uma dessas sub-regiões, foram criadas as AOC ou Appellation d’Origine Contrôlée.

As principais regiões para os vinhos tintos são Médoc, Graves, Saint Èmilion e Pomerol. A região do Médoc se subdivide em outras, como Pauillac, por exemplo. Bordeaux produz grandes tintos, mas também oferece excelentes brancos produzidos com Sauvignon Blanc e Sémillon. Há os secos, das sub-regiões de Graves e Pessac-Léognan, deliciosos quando jovens, mas que envelhecem bem por mais de dez anos, e os doces, talvez os melhores brancos doces do mundo, da sub-região de Sauternes, que duram décadas.

Chamados por alguns amantes do vinho de “o lugar mais próximo do paraíso que se pode imaginar”, Bordeaux fica em torno da bela cidade com o mesmo nome, às margens do rio Garonne, na França. A cidade faz juz aos vinhos e também vale a pena ser conhecida. Sua catedral gótica, a ópera, os parques, jardins, museus e o cais do porto fluvial, chamado Quaid es Chartons, valem a visita. Também vale a pena visitar a cidadezinha medieval de Saint-Émilion e os vinhedos e pequenos vilarejos de nomes famosos como Margaux e Pauillac.