Não há produtos em seu carrinho.

Vinho Abruzzo

Abruzzo, uma região emergente da Itália, é conhecida principalmente pelos saborosos vinhos Montepulciano d’Abruzzo, que podem ser exemplares muito agradáveis e cheios de fruta, com ótima acidez e, por vezes, que apresentam excelente relação qualidade e preço.

Ocupando a 5ª colocação no ranking de maiores produtores de vinhos da Itália, Abruzzo possui uma produção anual superior à de Toscana, por exemplo, mesmo que área cultivada da região vinícola apresente um tamanho quase que o dobro maior do que em Abruzzo.

Os vinhos tintos de Abruzzo apresentam estilos diferentes. Na maior parte das vezes são exemplares leves e agradáveis, bem como é possível encontrar vinhos difíceis e robustos. Isso é comum com os vinhos produzidos a partir da uva Montepulciano d’Abruzzo, casta que domina a região italiana tanto em Abruzzo quanto em Marche.

Estabelecida em 1978, a DOC Montepulciano d’Abruzzo abrange, praticamente, toda a região italiana. Em geral, os melhores vinhos de Abruzzo são produzidos na região norte, onde os Apeninos chegam perto do mar. Nessa região os vinhedos são cultivados em locais mais altos, resultando em climas mais frios, quando comparado a parte sul, na província de Chieti. Dos 500 mil hectolitros de vinho produzidos anualmente em Abruzzo, Chieti é responsável por cerca de 2/3 da produção total.

Com o decorrer dos anos, duas novas denominações foram regulamentadas para auxiliar na distinção dos vinhos Montepulciano d’Abruzzo elaborados no norte dos produzidos no sul. Produtores que utilizam uvas cultivadas no norte, rotulam seus vinhos com a denominação Colline Terramane, criada em 1995 e elevada para DOCG em 2003. Já os vinhos produzidos na parte sul, são denominados como Montepulciano d’Abruzzo DOC ou então, Controguerra DOC.

A uva Montepulciano, principal destaque da região italiana, possui coloração escura e densa, taninos doces e baixa acidez, adicionando aos vinhos um elegante caráter delicado, tornando-o acessível ainda enquanto jovem, mas podendo ser bebido também após 10 anos de vida. Nos melhores exemplares, os vinhos Montepulciano possuem tons púrpura profundos, notas de frutas negras e algum toque terroso.