Não há produtos em seu carrinho.

Oyster Bay

Oyster Bay, uma vinícola neozelandesa, foi pioneira na importante região de Marlborough, e é responsável pela produção de um dos vinhos brancos mais aclamados no planeta.

Recebeu, em sua primeira safra em 1990, o título de melhor vinho do mundo elaborado a partir de uvas Sauvignon Blanc pela International Wine & Spirit Competition, em uma tradicional degustação às cegas realizadas na Inglaterra, uma das mais rigorosas do setor.

O vinho em questão era o Oyster Bay Sauvignon Blanc, que durante seis anos consecutivos arrematou o prêmio “Premium White Wine of The Year” do Australian Liquor Industry Awards e, recentemente, a revista norte-americana Wine Spectator considerou-o um “Top Value”.

A propriedade de Oyster Bay possui vinhedos nos vales de Wairau e Awatere, em Marlborough, cultivados com Sauvignon Blanc, Chardonnay e Pinot Noir. O cultivo da Merlot iniciou-se um pouco depois, em 1990, na região de Hawke’s Bay, na costa leste da Ilha Norte. Essa área é conhecida por ser a “resposta neozelandesa a Bordeaux”.

Sob a competente batuta do enólogo chefe Michael Ivicevich, a vinícola vem ganhando seguidores mundo afora. Seus vinhos contam com grande presença de fruta e forte representatividade da região, como o Oyster Bay Chardonnay 2009, com parte das uvas fermentadas em barrica de carvalho francês, conquistou a medalha de ouro e o título “Great Value White” no International Wine Challenge 2011, em Londres.

O Pinot Noir, que também é maturado em barricas de carvalho francês, mereceu 90 pontos da Wine Spectator na safra 2015, sendo descrito como “polido e bastante perfumado”. Eric Asimov, do New York Times, definiu-o como “puro, com aromas frescos de flores e fruta vermelha”. Já o Merlot, de um clone bordalês introduzido em Hawke’s Bay, foi apontado pela Wine Enthusiast como ‘”um vinho classudo por um preço atrativo”. Uma das vinícolas mais emblemáticas da Nova Zelândia, que merece ser descoberta.