Não há produtos em seu carrinho.

Cru bourgeois

Cru Bourgeois é uma expressão francesa que faz referência aos castelos de Médoc, responsáveis pela produção de vinhos com excelente qualidade e que demonstrem da melhor maneira da tipicidade da região.

Criada em 1932 como resposta as terríveis condições de mercado dos anos pós-guerra e pós-depressão, o propósito da classificação Cru Bourgeois era o de identificar e dar um impulso comercial a essas propriedades “menos conhecidas”.

Mesmo na ausência de uma grande variação entre a qualidade destes exemplares, os vinhos Cru Bourgeois têm conquistado cada vez mais uma reputação de valor entre o mundo dos vinhos. Nos dias de hoje, estes exemplares representam cerca de 40% da produção total de Médoc.

A história da classificação Cru Bourgeois tem sido árdua. A classificação de 1932 designava 444 propriedades como Cru Bourgeois, mas na década de 1960 mais de 300 tinham absorvidas em outras propriedades ou tinham convertido suas terras para longe da vinicultura. No entanto, com a popularidade e a qualidade dos vinhos Cru Bourgeois, uma alta e nova classificação foi introduzida em 2003 – a Alliance des Crus Bourgeois.

Esta classificação dividia os vinhos em três níveis: Cru Bourgeois Exceptionnel, Cru Bourgeois Supérieur e Cru Bourgeois. Além disso, foi decidido também que a classificação seria refeita a cada 12 anos. As propriedades foram classificadas baseadas na degustação dos vinhos entre os anos de 1994 e 1999, a aliança demonstrou um rigor admirável e raramente visto em outras classificações.

Após alguns anos de confusão, no final de fevereiro de 2008, uma esperança e uma “luz no final do túnel” chega para esta classificação. Um novo espirito de cooperação e conciliação propôs a Alliance des Crus Bourgeois um formato novo, que foi acordado por 180 propriedades juntamente com mais 95 novos membros. Os detalhes sobre este novo modelo estão sendo esboçados, contudo, essa classificação será baseada em um novo conjunto de regras, que inclui o envelhecimento em barris durante 18 meses e testes de qualidade independentes, a fim de aumentar ainda mais a qualidade dos vinhos.