Não há produtos em seu carrinho.

Austrália

A Austrália se firmou como uma fonte confiável de vinhos de qualidade com seus vinhos intensos, macios e tecnicamente perfeitos. A Vinci conta com vinhos que, além das características dos melhores vinhos australianos, ainda destacam-se pela elegância e finesse.

A Gemtree Vineyards é uma das grandes referências da região de McLaren Valley, elaborando verdadeiros achados em todas as faixas de preço. São vinhos profundos, ricos e intensos. Verdadeiras barganhas trazidas da Austrália como uma excelente opção para quem deseja provar alguns dos mais ricos e exuberantes vinhos tintos e brancos da atualidade. Os vinhos australianos, por sua qualidade técnica impecável e personalidade peculiar, chegam a ser facilmente reconhecidos.

O país tem cerca de 100 variedades de uvas viníferas, sendo as de maior importância as castas tintas Shiraz, Pinot Noir e Cabernet Sauvignon e as brancas Riesling, Sémillon, Chardonnay e Sauvignon Blanc. A Austrália produz alguns dos melhores vinhos brancos do mundo, complexos e sutis. Já os Shiraz são extremamente macios e ricos, enquanto os Pinot Noir são bastante elegantes.

Os Chardonnay, que no início de sua produção no país, eram marcados pelo sabor amanteigado e notas de frutas tropicais, atualmente são exemplares mais contidos e marcantes. Isso, graças aos constantes avanços tecnológicos empregados na elaboração dos vinhos australianos.

Diversas regiões da Austrália produzem vinhos, entre elas estão: Hunter Valley, localizada ao norte de Sidney, McLaren Valley, Margaret River, Barossa Valley, Coonawarra e Yarra Valley.

Os vinhos australianos são famosos no mundo inteiro, tornando o país um grande exportador da bebida, principalmente, para regiões do Reino Unido, Canadá, Alemanha e Estados Unidos. Além disso, os vinhos da Austrália são amplamente aceitos no continente asiático e agradam aos paladares europeus mais refinados.

Em vista de enorme fama e prestígio, a Austrália ocupa a 6ª posição no ranking de maiores produtores de vinho no mundo, atrás apenas da França, Itália, Espanha, Estados Unidos e Argentina.